segunda-feira, 15 de junho de 2009

Escolas públicas vs privadas

Qual a vossa opinião sobre este assunto?

Para já a Nini anda no privado. Começa a estar na altura de pensar como será no ensino básico (escola primária), a fazer pré inscrições em colégios, terei que começar a ver e fazê-lo o quanto antes. Mas ainda não estou certa da melhor opção.

Deixo alguns prós e contras (análise minha):

Prós
público
- mais económico
- proximidade de casa
- ambiente, supostamente, mais heterogéneo

privado
- maior segurança
- maior controlo
- horário alargado
- qualidade/conforto das instalações
- actividades extra-curriculares

Contras
público
- maior insegurança
- qualidade/conforto das instalações
- horário

privado
- o custo
- a exigência/pressão sobre as crianças


E a qualidade do ensino? Poderemos generalizar, será melhor numa situação ou na outra?

17 comentários:

lfe disse...

Marta,
Adorava ter uma reposta para essa pergunta. Mas, realmente ela tb me consome.
Nesse momento, a Ceci tb anda no privado. Mas, já pensou um dia que ela tiver um irmão? dois no privado? Custa, certo?
Mas será que o público é a melhor opção para a educação deles?
Desculpa, mas ainda não tenho resposta e adorava ver comentários sobre isto...
Luciana
:(

Mary disse...

Bem ... este assunto dá pano para mangas e depende daquilo que cada educando quer para os filhos. Eu pessoalmente não tenho experiência com o privado como professora ... apenas no público. Mas do que ouço falar, acho que optava pelo privado. Há tanta indisciplina, entre outros problemas no público que acho que no privado está mais amenizado. E isso sim afecta a qualidade de ensino. Acho que não está nos professores, mas sim nas circunstâncias circundantes.
Como mãe, se eu pudesse optava pelo privado. Se bem que ao mesmo tempo acho que o ambiente heterogéneo também é importante (como referes) ... mas não o mais importante.
E se olhares para a tua opinião ... (que eu concordo e não acrescentaria nada) tens mais vantagens no privado e mais contras no público. Só isso já diz algo, não é? É como disse ... eu só não ponho a minha filha no privado porque não tenho condições financeiras para isso ... senão punha.
Bjs gdes

apm disse...

O custo é de loucos... e com duas então!
Mas não tenho muitas dúvidas em relação à qualidade do ensino.
E sobre a exigência/pressão sobre as crianças, só está a prepará-las para o mundo real, que não é fácil e é muito competitivo.
No público tens que ter muita sorte e as histórias que conheço não são nada boas, infelizmente.
Espero poder continuar a suportar estes custos, mas acho que uma boa primária é fundamental e na pública é só um professor que pode fazer toda a diferença. Pelo menos nessa etapa acho o ensino privado com muito mais vantagens.
Há escolas públicas muito boas, mas são excepções, na minha opinião.
Sobre o ambiente do ensino publico ser, supostamente, mais heterogéneo, até pode ser... mas será que é isso mesmo que queres para a Nini? O ensino acho que mudou muito desde que lá andavamos e as coisas não são assim tão simples na realidade.
Até as minhas amigas mais "radicais" que nem punham a hipótese de ter os filhos na privada pois "sempre andaram na púbica sem problema", mudaram de opinião tais as adversidades que encontraram e têm os meninos em colégios.
Tem que se ter sorte (e dinheiro, infelizmente!).
Eu inscrevi as miudas no mês em que nasceram para o pré-escolar, que só começaria daí a mais de 3 anos e não estou nada arrependida.
Beijinhos
(que testamento, LOL)

Neusa disse...

Ora um tema que me tem deixado a pensar.
A minha M. anda num privado e estou seriamente a pensar dar continuidade.
Infelizmente no público há mesmo muita insegurança e alguma violência.
Enquanto tiver condições para continuar a pagar um privado vou fazê-lo :)
Bom tema !!

Alex disse...

Olá Marta:
A minha opinião enquanto mãe, e profissional de saúde mental é a seguinte: Sou a favor de ensino cooporativo, numa primeira fase da vida (primeira infância) uma vez que é necessário que as nossas crias tenham consciência de que o mundo é muito diferente e de que todos os meninos são diferentes e vivem em mundos diferentes (aqui encontramos quer meninos com e sem poder aquisitivo, o que não é sinónimo de melhor educação)e acho que é um exagero os preços praticados pelos colégios privados. Numa segunda etapa, concordo com o ensino privado, uma vez que o nosso ensino público está em fase decadente: ninguém exige nada, os índices de indisciplina e violência são assustadores e as greves constantes dos professores deixam-me com os nervos em franja. No privado ao contrário do que se pensa, ninguém paga para ter boas notas, há um nível de exigência a ser cumprido.......... mas claro está tudo isto depende do dinheirito de cada família.

Alx

sofia disse...

Eu sou a favor da escola pública. Tudo tem um lado positivo e um lado negativo. Há casos de escolas públicas onde o ambiente é realmente mau, mas essas são a excepção e não a regra, só que ouvimos falar mais delas. Só se viveres numa zona problemática, é que podes encontrar uma escola assim. Os professores tiram os cursos no mesmo sítio, independentemente do local para onde vão trabalhar. Acho melhor que eles convivam com pessoas de todos os tipos: ricos ou pobres, com pais presentes ou ausentes... A sociedade é feita de pessoas diferentes, com histórias de vida diferentes e eu acho que eles devem ver isso desde sempre, para serem mais tolerantes e compreenderem melhor a sorte que têm. Sinceramente, acho que os prepara melhor para o futuro e para o mundo em que se vão inserir.
bjs

Mami disse...

Olá.
Ainda com algum tempo para decidir, confesso-me algo indecisa também. Mas a tendência é para o privado mais pela segurança que oferece do que por outra coisa qualquer. Há pessoas e professores bons e maus em qualquer lado...
Boa sorte na escolha.

Bjs.
Lili e Kika

Bretana disse...

Marta,

Não me pretendo alargar muito sobre o tema , porque já manifestei a minha opinião noutros sítios e infelizmente há sempre quem deturpe as nossas palavras. Por isso gostaria só de dizer o seguinte: eu sou professora há 12 anos e a minha filha sempre andou e enquanto eu puder andará no ensino privado.
Considero que é o melhor investimento que se pode fazer para os nossos filhos!
Beijinhos

Susana Marques

Susana Happy Days disse...

Olá Marta, pois bem... acho que a minha opinião já deves saber!

Eu enquanto puder terei a Princesa e as que mais vierem no privado! É uma pequena fortuna, certo... mas elas são o nosso maior Tesouro!

Tendo em conta o ensino no momento, e tudo o que se tem passado com professores, não tenho dúvidas que é mais seguro a todos os níveis o privado
- Qualidade de ensino (não que os professores do público sejam maus, nada disso, mas os do privado certamente estão bem mais motivados);
- Abrangência de actividades (para além das actividades "extra", no privado há regra geral mais acesso a métodos diferentes e processos de ensino mais diversificados);
- Preparação para o futuro (no que se refere à tal "pressão" de que falaste, só assim é que as crianças se vão apercebendo de como será o mundo cá fora);
- Condições (a quase todos os níveis, regra geral os privados estão mais "arranjadinhos", mais bem apetrechados...)

Bem... acho que me fico por aqui, porque senão vais ter que abrir um blog só para a minha resposta ;)

E já sabes... gostávamos muito que as Princesas pudessem continuar juntas... (no que se refere à vaga, já sabes, podes contar connosco para ir ao tal privado ;))

Anónimo disse...

Boa noite... tenho dois filhos... o mais velho no 1º ciclo e a mais nova na Pré-escola... ambos andam no publico... sinceramente? Se tivéssemos posses, ambos andariam num colégio privado perto da área da nossa residência... amigos meus têm lá os filhos, uns na pé-escola e outros no 1º ciclo e garanto-lhe que estão muito melhor preparados que os meus... o meu mais velho comparando-o com o filho de um casal amigo está muito mais atrasado em relação a matérias dadas e andam ambos no mesmo ano... Muitas vezes penso que estou a falhar neste aspecto como mãe/educadora... se estarei a proporcionar um bom inicio de educação escolar aos meus filhos? A escola que ambos frequentam é uma escola pequena mas infelizmente tenho encontrado sérios problemas que nunca pensei encontrar por ser isso mesmo: uma escola pequena!
O único conselho que posso dar é que a Mamã e o Papá da Nini ponderem bem!

Bjnhos de Maria & Companhia

mim disse...

tás a falar de k grau de ensino?

se for ensino superior, universidade pública sem sombra de dúvidas. conheço a realidade das duas (já passei por 2 públicas e 2 privadas) e não tenho dúvidas em escolher o ensino superior público.

se for ensino basico/secundário, prefiro o privado (de qualidade, lógico). pr além do ensino superior tbm dou aulas no ensino secundário público e só lá ponho os meus filhos se não puder pôr noutro lado. eu estudei num colégio privado e as diferenças notam-se a milhas de distância.

se for ensino pré escolar e creche, só conheço a realidade dos meus filhos. é um infantário da SS. excelente.

ajudei??

mim disse...

quanto à qualidade de ensino, penso que um bom profissional tanto ensina bem numa escola privada como numa escola pública.

a diferença não está nos bons professores (esses são bons em qualquer lado). a GRANDE diferença está nos maus professores. os maus professores, numa escola pública, lá continuarão porque o patrão não o contrata pelo mérito pedagógico mas sim pelos anos de serviço. ao passo que, os maus professores numa escola privada, se não mostrarem ser bons, vão embora ao fim de pouco tempo (o patrão é mais presente e a continuidade na escola depende do mérito como educador).

Sofia e Beatriz disse...

O que a MIM, disse tem toda a lógica! Professores maus e bons há em todo o lado. Agora os maus, dificilmente mantém o seu posto no particular... já no público isso não é bem assim!
A Beatriz vai para a escola em Setembro, e vai para um particular.
Só irá fazer a primária no público, se eu souber de ante-mão quem será a professora dela, e consequentemente saber se é boa professora (tenho amigas professoras primárias, que trabalham aqui nas escolas a que pertencemos). Mas se isso não se verificar, vai certamente continuar num bom particular!
A Educação é a base de tudo...e os nossos filhos merecem o melhor.

Bjos

A mamã da Beatriz... disse...

Referes-te a que ciclo??? Se for na 1ª infância escolho o privado. Todos os outros ciclos, escolho o público (até porque a escola é mesmo ao lado de casa,foi onde andei etc...).
Bjos

moca disse...

Ola

É um tema dificil que se prende muito com as ofertas que tens a tua volta, nem sempre as ofertas publicas ao nível do 1º ciclo são boas, embora as autarquias estejam a fazer enormes progressos nesta area.

A mariana anda num infantario da Santa Casa da Misericordia da Maia, estou super contente com a escolha e realmente tenho pena que não tenha continuação ao nível do primeiro ciclo embora se continuar a viver aqui a oferta publica seja muita boa e com provas dadas.

Bjs

Anónimo disse...

Um link:

http://tpm.blogs.sapo.pt/255791.html?.isPopup=true#comentarios

Tens aí mais algumas opinioes, bem validas!

Anónimo disse...

Isso do ensino vai dar ao mesmo. na primaria, é sempre bom o privado, porque é ai onde as bases são feitas para toda a vida. a partir dai, publico a vontade..