sábado, 1 de maio de 2010

Teorias

Eu muito gosto de ler artigos de opinião, teorias, estudos de psicólogos, pedo-psiquiatras, pediatras e afins sobre como educar as crianças. Geralmente até concordo com a maioria, até penso que realmente devia ser assim, ou melhor, penso que devia poder ser assim! Nunca bater, não gritar, educar com serenidade, concordo plenamente... em teoria.

Sabem o que eu gostava mesmo? Era que um desses senhores andasse um dia ao meu lado, que assistisse às asneiras, às birras, às desobediências e me explicasse então como agir, sem gritar, sem bater, sem me exaltar. É que eu gostava mesmo muito! Mas não consigo... Não há dia que não haja gritos cá em casa, que não haja castigos e muitas vezes uma palmada. É que eu bem tento ir lá com as conversas, explico-lhe sempre o que fez mal, como devia fazer, explico que fico triste, que quero poder confiar nela, que é crescida, bla bla bla, aliás, acho que é isto que ela ouve: bla bla bla.

Por isso, meus senhores, não basta vir dizer assim umas coisas, ah não se deve fazer isto e aquilo, digam antes, façam assim que assim resulta e, se não resultar, experimentem assado que resulta de certeza! Eu seria a primeira a comprar os vossos livros.

Nota-se que hoje foi mais um dia daqueles? Um quarto virado do avesso e uma parede riscada, birras para almoçar, muita desobediência...

9 comentários:

joana disse...

Concordo a 100% contigo! Eu borrifo-me nas teorias e sigo o meu instinto e faço o melhor que posso em cada momento. Já o meu marido é mto agarrado às teorias e por vezes entramos em conflito por causa disso...

Sílvia disse...

Já somos duas a pensar assim.
Cá para mim, podes juntar ao blá blá blá... as Whiskas saquetas... e fica tudo perfeito. :)

Não é nada fácil educar as crianças e as teorias nem sempre resultam. Por isso, estou como tu, que nos venham trazer soluções, pois é disso que precisamos.

Beijinhos

A mamã da Beatriz... disse...

Clap clap clap!!! ainda hoje uma birra daquelas... levou um abre olhos e um ralhete dentro de uma loja!!! E o que mais me irrita é as pessoas olharem de lado, suponho que esses sejam os das "teorias"... Borifo-me para eles! Sou eu que a educo e pronto!!!!

Mamã do Duarte disse...

Berrar não resolve os problemas. Os meus vizinhos berram com os filhos desde sempre. Se berrar resultasse acho que já tinham parado de berrar!

E se tentares ignorar...a próxima parede riscada ignora, faz de conta que não se passa nada.

Se a tua reacção for o oposto do esperado... "teoria do contra" pode ser que resulte.

Bjs e muita paciência

Mamã do Duarte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Neusa disse...

Como te entendo!

Isabel disse...

pois, pois.. e nós nesta altura queríamos tanto sossego... :)
força!!!

Mami disse...

Ai Marta, como eu te compreendo...também gostava tanto de evitar os gritos e palmadas e coisas que tal, mas é impossível! Elas testam-nos a toda a hora!!

Bjs com calma (dentro do possível)
;)

Sonhadora disse...

Como vos entendo...quando não daria para não partir para essas situações...Também gostaria de evitar essa parafrenália de gritos e palmadas mas é impossível...Depois fico de rastos...
A minha mãe dizia, a propósito disto:
- Coitado de quem é mãe!
E é isso mesmo!