terça-feira, 8 de junho de 2010

Coisas do dia a dia

A Beatriz também já pertence ao clube não-vou-deixar-a-minha-mãe-comer. Acorda/chora sempre quando me sento à mesa. Há cada coincidência! Já a irmã era igual... Tenho jantado a correr, quase sem mastigar enquanto o pai a entretém, mas não consegue por muito tempo, quando esta menina tem fome ninguém a cala!

Hoje tem sido um dia mais chatinho, tem dormido pouco, penso que com cólicas e só está bem no colinho da mãe. Mal a deito na cama, começa a resmungar e tenho que recomeçar o ritual: mama, colinho para arrotar, entretanto adormece e tento novamente a sorte... Isto com a pestinha maior sempre aqui à minha volta e a aparecer aos gritos* em alturas pouco próprias como estas.

* A minha rica filha (mais velha) não fala, grita! Ainda não lhe encontrei o botão volume!

8 comentários:

Mami disse...

Estas tramada! A minha também era assim quando eu ia comer é terrível. Espero que encontres o botão da Nini lol
Beijinhos

Adriana disse...

Por aqui as coisas andam precisamente iguais.
Parece que presentem quando vamos comer.
Quanto ao botão do volume tb tenho de descobrir onde anda o do meu filho, pois parece que ficou preso no máximo....lol
Bj grande ;)

Isabel disse...

pois, eu acho que são todos assim!!!!
espero que as coisas acalmem!!!!
um abraço

Keratina disse...

Sentido de oportunidade das duas...
Como diz a minha: "mãe sofre!".

Bjos

Mami disse...

Mãe sofre é mesmo!! ;)
Por aqui tb o que mais se ouve é: " Francisca fala baixo", para além do não faças isso, está quieta, vais ficar de castigo...e por aí fora...
Como berram estas miúdas!

Bjs

Carina M disse...

Também passei por essa fase, mas olha nem assim perdi peso mais rapidamente, lolll.
Isso do falar alto tá visto que é mal geral...
Bjs

lfe disse...

Bem-vinda ao clube das "Filhas barulhentas com bebés pequeninos"... lol
Bjs
Luciana

A mamã da Beatriz... disse...

LOLOL! Tenta desencontrar as vossas refeições com a hora possivel de amamentares a Beatriz (quase improvável de fazeres, uma vez que estás em livre demanda...)...
Quanto à Nini, quanto mais ela falar alto, mais baixo tens de falar tu e o pai. Vais logo notar que ela reduz o volume...(penso eu!)
Bjos