quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Corto ou não...


Estou mesmo a precisar de cortar o cabelo. É que estou mesmo. E se calhar até cortava um bom pedaço e não só três dedos como é costume. Mas tenho um problema.

A Beatriz não usa chupeta. A única coisa que a acalma é o meu cabelo e o dedo (o dela!) na boca. Quando está cansada, rabugenta, triste, dois minutinhos ao meu colo com o dedo na boca e o meu cabelo a fazer-lhe cócegas no nariz fazem milagres. É também assim que adormece.

Se cortar muito o cabelo torna-se complicado ela conseguir agarrá-lo. Por outro lado, podia ser a maneira de perder esse vício. Ai, mãe sofre!

9 comentários:

Su disse...

Ooooooh não cortes :) Por ti e por ela...

beijinhos

Marta G. disse...

Nao cortes muito...
Se a acalma, ele ainda é tão pequenina...
Beijinho

Happy Days Diary disse...

Corta pouquinho, escala ou faz franja só para dar outro "ar"... e assim ela fica na mesma com o Miminho dela ;)

**SOFIA** disse...

corta, nem que seja para ela perder o vicio. és capaz de penar uns dias, mas depois serás uma mulher livre!

;))

sofia disse...

Se cortares, pode ser que ela se passe a dedicar ao cabelo dela
A minha tinha o vício de me mexer na orelha, mas a certa altura, já farta daquilo, deixei de lho permitir, e ela passou a acalmar-se a mexer na orelhita dela!
E o cabelo logo cresce, não é?...

Márcia disse...

oh...que fofa!

:)

cristina disse...

ui é uma decisão difícil:S

Alexandra disse...

Mãe sofre mesmo!!
Como me dizia a pediatra sobre outro assunto "isso é entre vocês as duas..."
BJinho

Daniela disse...

ai que castiça o cabelo!!!os miudos tem cada vicio esquisito ;) pois ve lá se é melhor ela acalmar assim ou depois teres que por peruca,loolllll
beijinhos