quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Ainda não consigo

Ia escrever um post sobre uma triste fatalidade. Gostava de conseguir escrever algo sobre a maior dor do mundo. Mas não consigo. Há coisas com que (ainda) não sei lidar. 

Sobre certos assuntos sou tipo avestruz, enfio a cabeça na areia e finjo que não vejo nada do que se passa. Afasto pensamentos. Luto contra essa angustia. Finjo que não existe. Espero um dia saber lidar com isto.

10 comentários:

Alexandra disse...

:(
Espero que esteja tudo bem por aí.
Se precisares de alguma coisa, liga-me por favor.
Bjo grande

**SOFIA** disse...

querida sou como tu, não estás sozinha. para espantar o bicho podes rir um bocadinho no meu blog.
**

Mara disse...

Mesmo não sabendo o que se passou, deixo-te um grande beijinho...

Constança disse...

Posso dizer que sou exactamente como tu, sempre que posso, enfio com a cabeça na terra, tal e qual uma avestruz, e quando de facto algo mal acontece, tento não falar em voz alta,pois assim não parece real. Infelizmente por esses dias tenho passado por uma angústia infinita que não desejo a ninguém. Espero que no teu caso, seja apenas um pesadelo e que vais acordar e perceber que foi apenas um sonho mau. Caso contrário, que tenhas força e sabedoria para ultrapassa lo. Beijinhos

Marlene, Simão e Martim disse...

Penso que sei do que falas. :(

Marta disse...

Obrigada meninas, felizmente aquilo a que me refiro não é nada directamente comigo. No fim de semana apanhei um susto com o marido mas nada que não tenha solução.
Fiquei abalada com o que aconteceu com a bebé Benedita, provavelmente saberão do que falo.

Futura mãmã disse...

Oi..Estava de passagem encontrei o seu blog e decidi comentar...
Caso queria comentar ou seguir o meu eu retribuirei...
Gostei destas suas palavras...existe coisas do qual nao conseguimos lidar da melhor maneira ou ate conseguimos mas preferimos nem falar e fugir disso rs.
Espero que esteja bem..Beijo

Sílvia disse...

Neste caso específico, e apesar de não conhecer os pais, não consegui sequer enfiar a cabeça na areia... porque aquela ideia de ver partir um filho não me saía da cabeça... e ainda não saiu. É horrível e ninguém deveria ter de passar por isso.

Susana Happy Days disse...

Bem... agora fiquei preocupada!!!
E hoje não tivemos tempo nem para falar um bocadinho!
A Matilde veio eufórica e diz que nem se foi pintar, para não "perder" a Nini!!! Temos mesmo que marcar alguma coisa um dia destes.

(que se passou com a bebé BEnedita??? ando tão afastada dos blogs... :P )

mamã do luisinho disse...

Então MAdrinha! Vai tudo ficar bem, tenho a certeza. Estamos aqui se precisares. Já sabes. Bjinhos