quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

E eu desculpo!

Quando repreendo a mais nova ela faz umas expressões de cair para o lado.

Pestaneja imenso, revira os olhos, evita o contacto visual comigo mas vai deitando uns olhares de lado para ver se a minha expressão continua séria. Olha para o lado como se não fosse nada com ela. Só lhe falta mesmo assobiar para o ar.

Dá-me uma vontade de rir imensa. Acabo por lhe dizer: Isso não se faz, pede desculpa à mamã. Ela ri-se, diz pupa e abraça-me. É tão pestinha.

4 comentários:

Ana Costa disse...

Igualzinho :) lol

Maria de Lurdes disse...

Oh tão querida, impossível resistir...

Sónia disse...

ahahaha sabe-a toda isso sim :):)

Su disse...

Quem resiste a um pupa desses, eheheheh