terça-feira, 15 de maio de 2012

Dias intensos

Por cá ando a mil à hora.

Viagem, muito trabalho, festa de aniversário, hoje actividade na escola da mais velha e ainda muito trabalho pela frente. Para ajudar a Beatriz anda a dormir muito mal. 

Na noite passada acordou aos gritos e só chorava que queria ir para a sala. Não cedo. Grita, chora, senta-se na cama. Estamos nisto horas. O pai foge para o sofá, fecho a porta do quarto delas para não acordar a irmã e levo-a para a minha cama. Chora e só adormece em cima de mim, como se fosse recém nascida, em cima do meu peito. Não me posso mexer um milímetro, não posso tentar deita-la ao meu lado, recomeça a choro imediatamente. Uma pequena tirana. Não está fácil. Depois acorda com o sorriso mais lindo, dá-me beijos, abraça-me, como se nada fosse.

Preciso de um SPA! Para ontem!

10 comentários:

Carina M disse...

Os meus parabéns à pequena Tirana. A ver se com a "idade" te deixa dormir melhor.
Bjs

Batata-frita-mãe disse...

Ai mulher! Isso não está fácil! Coragem!

Mara Quinta disse...

Assim é difícil descansar...
Juntava-me a ti no SPA...
Beijinhos

Tica disse...

nem sei que te diga, mas vale tudo para dormirmos :S

Alexandra disse...

Vamos as duas para o SPA! Bj

mamã do luisinho disse...

Xi! Não está fácil...Espero que esta fase de dormir mal passe rápido! Bjs

Aline Brito Paiva disse...

olá!
Não podia deixar de comentar este post, pq temos filhos da mesma idade (da sua beatriz) e tb ele andou com episódios desses.
Acordava aos gritos, berros, sentava-se na cama,não se deixava tocar, quando o agarrava ao colo queria ir para o chão, enrolava-se literalmente no chão.
Só passados largos minutos acalmava e de facto é de uma pessoa entrar em desespero, pq nem sabe o que lhe há-de fazer.
Pois que fui pesquisar e parece que o rapaz (e a sua rapariga) estão na idade dos terrores noturnos. Ao contrário do que parece, eles não estão em sofrimento (nós é que ficamos a ver aquilo) e estão noutra realidade. Não são pesadelos. Aí, sim, vivenciam e sofrem.
Nos terrores noturnos a ideia é não lhes tocar e calmamente reconduzi-los ao sono.
Como? contando uma história, da qual ele faz parte, incluindo todas as personagens conhecidas da criança. Do género: "e agora o vasquinho vai apanhar o comboio com o ruca e vao brincar com a mana rosita. Depois, vem o Orelhas e bla, bla, bla..!"
Parece estranho, mas resulta. E sempre com uma voz calma, baixinha (apesar dos gritos deles)eles acalmam e voltam à realidade deles.
Desculpe lá o testamento, mas isto ajudou-me bastante.
By the way, li isto no livro do Mário Cordeiro - Criança do 1-5 anos.
Bj e q tudo corra bem!

triss disse...

Também li o mesmo no livro do Mário Cordeiro, sobre os terrores nocturnos (que são bem diferentes dos pesadelos, porque eles parece que estão acordados , mas não estão) :-)

Marta disse...

Obrigada pela solidariedade e testemunho. Talvez seja isso dos terrores nocturnos, vou ver isso ;)
Mas ela sempre foi chata para dormir, contam-se pelos dedos das mãos as noites completas em 2 anos :(

Aline Brito Paiva disse...

o meu filho vasco foi muito chato também e honestamente só há coisa de 3, 4 meses acalmou e passou a dormir melhor. Agora estamos na fase de um terror noturno por semana.
É desesperante, é.
Junte isso a comer mal (que acho que tb é o caso da Beatriz) e temos um cenário horribilis :)
Ou seja, não está sozinha :)
Tenho o mesmo espécime em casa...