quinta-feira, 10 de maio de 2012

Disneyland Paris


126/366

Chegou a nossa vez de visitar o mundo mágico. Foi muito giro.

A viagem correu bem. O hotel era razoável (bons quartos, boa localização, transporte rápido e gratuito para os parques, o único senão as filas para o pequeno almoço, mas deve ser assim na maioria).

A chuva chateou de vez em quando mas não impediu nada. Capas de chuva e toca a andar. Pode-se dizer que a chuva até ajudou a afastar alguns e encurtar as filas. Sim, as filas. Acho que nunca estive em tantas filas e por tanto tempo. No primeiro dia: "Ah, não vamos agora a esse, o tempo de espera é 30 minutos", no último dia: "Só 30 minutos? Vamos!". 

A Inês andou em tudo que quis e tinha altura, adora montanhas russas e divertimentos "com emoção". A Beatriz também se revelou destemida, quando tinha um pouco de medo encostava a cara a mim mas no fim dizia: "Acabou. Mais!"

Como já era de esperar (em casa é igual) deu-nos conta do juízo às refeições. Não queria comer, não queria estar sentada na cadeira, foi preciso muito jogo de cintura e paciência. Uma novidade (ou nem tanto) foi a recusa de andar no carrinho de passeio. Simplesmente gritava com todas as forças para de lá sair, gritava, esperneava e tirava o cinto, mas havia alturas em que tinha mesmo que ser. Quando "estacionávamos" o carrinho para ir para uma fila (!) suspirava de alívio. Portanto, a maior parte do tempo carregámos Beatriz e carrinho (só serviu mesmo para ela fazer a sesta).

As refeições no parque são à base de fast food, massas, pizzas, hot dog's e hamburguers. O buffet do hotel ao jantar era bom (o pequeno almoço era básico).

A Inês e o primo aproveitaram bem. Divertiram-se muito e até se portaram bem (algumas birras e disputas mas  é normal). Queriam trazer este mundo e o outro. A Inês sabia que tinha o dinheiro dela e não descansou enquanto não acabou. Chegou ao cúmulo de dizer: "Vamos àquela loja, quero comprar qualquer coisa." Nem ela sabia o que queria. A verdade é que a tentação é muita. Muita coisa, tudo giríssimo, dá vontade mesmo de trazer tudo.

Foram dias cansativos, chegávamos ao fim do dia estourados, mas valeu a pena. A alegria deles nos divertimentos, a conhecer os personagens, na caça ao autógrafo, na magia da parada, não tem preço.

8 comentários:

Maggie disse...

que bom, nós fomos o ano passado mas para o ano ou para o proximo quero voltar!

Bjo
Maggie

Maria de Lurdes disse...

O balanço positivo é que é preciso, e esse tiraste, que bom!

As fotografias estão fantásticas, como sempre!

cristina disse...

Obrigada pelo post:) As fotos estão lindas. Como sempre . Venham mais !:)

Carina M disse...

Um destino encantador e mágico.
Bjs

abspinola disse...

Deve ser maravilhoso, um destino para a pequenada e par nós Adultos.
Bjstos

Sónia disse...

Deve ter sido mágico para elas :)

micaju disse...

Obrigada pela partilha. Também lá queremos ir e é sempre bom ter uma ideia realista de como as coisas são.
Conheço adultos que me disseram que nunca se divertiram tanto, por isso para as meninas deve ser mesmo mágico.

A mamã da Beatriz... disse...

já estive lá há uns anos, gostava de ir com a Beatriz para o ano...