terça-feira, 23 de agosto de 2011

✈ Viajar com crianças

Malas: Tentar simplificar e não exagerar nas quantidades. Roupas versáteis, um calçado para a praia e outro para passeio, chapéus (costumo levar dois, já que se molham na praia e piscina). Alguns brinquedos, dependendo da idade, o mais pequenos possíveis. Na idade da Inês, dão jeito as Polly's e Pinypons, por exemplo, tem muito com que se entreter e ocupa pouco espaço. Dvd portátil e vários dvd's, uma grande ajuda nas viagens, tempos de espera e, às vezes, até nas refeições. Também costumo levar um livro de actividades, a Inês adora. Para a pequenita os melhores brinquedos são quase sempre coisas de adultos :)
Dica da Xana (que também já fiz mas confesso nem sempre fazer): se a viagem for aérea, as malas de porão terem roupas misturadas de toda a família, assim como a bagagem de mão. Assim, se alguma mala de perder, ninguém fica sem a roupa toda.

Produtos de higiene: tento levar produtos que dê para todos. Champô Johnson dá para todos, assim como o gel de banho. Hidratante e protectores solares, um para as meninas, outro para os pais. Se houver espaço tento levar fraldas para todos os dias, caso contrario, levo para a viagem e compro no destino. Um comentário lembrou-me que também levo sempre o termómetro e o ben-u-ron (cheguei a levar soro e aspirador nasal e outras tantas coisas que nunca usei. Agora só vai mesmo o essencial para desenrascar, se tivermos o azar de precisar de mais alguma coisa, há farmácias em todo o lado).

Viagem de avião: Ter na mala de mão sempre água, lanche e algum brinquedo. E, claro, mudas de roupa e fraldas. Um agasalho para cada um, o ar condicionado muitas vezes faz frio. No momento da descolagem e aterragem, bebé com biberão de água (não usa chupeta) e a mais crescida tem direito a chupa-chupa.

Alimentação: Depende muito da idade e do destino. Com a Inês já não me preocupo. Melhor ou pior vai comendo de tudo e adapta-se bem. Com a Beatriz tenho outros cuidados. Agora aceita as sopas Naturnes pelo que vão sempre algumas para o caso de não arranjar algo melhor. Se o destino for um bom hotel, peço para fazer sopa de legumes com carne ou peixe (fiz isso em cabo verde e atenderam sem qualquer problema o meu pedido, todas as refeições tinha uma sopa feita especialmente para ela), se for um destino em que tenhamos que fazer as refeições sempre em restaurantes, peço uma sopa de legumes, com bastantes para ficar mais grossa, passada, se vir que não é muito consistente ou é muito temperada (geralmente a mais velha come sopa e vejo como é) opto por dar a tal Naturnes. Depois vai petiscando da nossa comida. Levo um jarro eléctrico dos pequenos, meio litro, para aquecer o biberão em banho maria e aquecer água para fazer papa. Se ainda se estiver na fase de sopa sem sal e com legumes restritos, é boa opção levar as sopinhas congeladas e pedir no hotel para guardar (fiz isso mais que uma vez).
Dica da Filipa e Maria João: Optar por apartamento ou quarto com kitchenette para facilitar as refeições dos mais pequenos. Mas ATENÇÃO, pode revelar-se uma má opção (se não estiverem para aí viradas), ah e tal, já que temos cozinha, hoje jantamos cá... e lá vamos nós para supermercados, pensar em compras, cozinhar, arrumar a cozinha e as férias deixam de ser assim tão descansadas!

Sono: A Inês nunca estranhou locais ou camas, sempre dormiu bem fora de casa. A Beatriz como nunca dorme muito bem, fora de casa é igual. Não ficamos fechados no quarto da hora da sesta da Bia (a Inês já não faz há muito tempo). Habituamo-la a adormecer no carrinho e lá costuma dormir na sombrinha onde estivermos, enquanto nós aproveitamos para almoçar descansados, ou tomar café, brincar com a Inês, apanhar um bocado de sol, etc.... é o momento alto do dia! LOL

Banho: Nunca andei com banheiras portáteis, insufláveis, nem nada do género. Estão habituadas desde cedo ao chuveiro, dou-lhes banho dentro da banheira grande e eu, de chuveiro na mão, despacho as duas ao mesmo tempo. Quando é base de chuveiro a Nini toma sozinha e a Beatriz toma ao colo do pai ao mesmo tempo que ele.

Contem-me lá os vossos truques/dicas!

12 comentários:

Su disse...

Obrigada Marta pela partilha... vou anotar tudino. Da minha parte não te posso ajudar porque sou mãe há pouco tempo :)

Su disse...

Já agora Marta, também estamos a ponderar ir para Cabo Verde novamente, mas desta vez com o Salvador fora da barriga :) Em que hotel estiveste? Era bem mais fácil do que ir carregada de boiões. E sempre são voos de pequena duração.

Um beijinho

Marta disse...

Su,
Estivemos no Sal no Riu Funana. Tem óptimas condições :)

Marta disse...

Por acaso foi no Garopa e não Funana. São basicamente a mesma coisa, por isso me confundi :)
Antes de ir mencionei o assunto com o pediatra, não fez qualquer comentário negativo, pelo contrário. Levei apenas alguns medicamentos SOS com medo de ter dificuldade em arranjar lá. Ainda precisei de ben-u-ron, fez febre uma noite, felizmente desapareceu tão rápido como apareceu.

Maria João disse...

Hmm, eu que viajo bastante com a minha filha (e agora tambem viajarei com o pequenino) tou aqui a pensar e acho que não acrescento nada. A não ser que quanto a hoteis tento sempre arranjar um com mini cozinha ou, pelo menos, com microondas e mini frigorifico. Dá um jeitaço.
Quanto a viagens de avião levo sempre a guloseima favorita dela caso fique cansada de brinquedos. Brinquedos esses que são livros de pintar e colagens que entretêm bastante

sof* disse...

eu já nao sei o que é viajar, mas vou apontar as tuas dicas para a posteridade ;)))

Filipa Serrão disse...

eu faço exactamente o mesmo, às vezes exagero um bocado na roupa dela porque tenho sempre medo que se suje mais que o normal e levo quase 2 ou 3 mudas para cada dia. De resto a diferença é que tento ficar em aparthotel quando é possível, se bem que agora já come sopa de restaurante ou daquelas da knorr já prontas de supermercado, por isso simplifica muito e comida come o que nós comermos sem problemas. A minha maior chatice é a banheira - estou a tentar tirar-lhe o medo do chuveiro, mas não anda fácil. Já está melhor mesmo assim. Beijinho!

mamie2 disse...

Só acrescento, que dá um jeitaço um ipod com fones, para a descolagem, quando ainda são pequenitos e incapazes de permanecer quietos :)

Alexandra disse...

Eu nas viagens de avião, misturo roupas de nós todos em cada mala, não vá alguma não chegar ao destino e faltar toda a roupa a alguém!
Todas as malas têm fatos de banho para todos, t-shirts, vestidos, etc...
Numa das bagagem de mão faço igual, um fato de banho para cada um, roupa de praia, roupa para ir jantar e roupa interior, caso todas as malas desapareçam.
E sim, conheço pessoas que estiveram todas as férias sem malas...

Mara disse...

A pouco mais de uma semana das nossas férias e de uma viagem de avião, este post não podia ter-me ajudado mais! Dicas preciosas!
Beijocas

abspinola disse...

Adorei as dicas, ***** estrelas.
Recorod da primeira viagem do Piolho de avião a Palma de Maiorca, foram 9 dias por lá tinha ele 9 meses.

Levei as sopas de boioes, e fruta, muito boioes de fruta.
Cheguei a levar sopa feita por mim, mas foi um erro.

Roupa muita ,e sobretudo primeiros socorros, Xarope, soro para o nariz ate a maquina dos vapores levei.

mamã do luisinho disse...

Olá:)
Faço sempre como a Xana, levo duas malas e misturo a roupa toda dos 3...tb conheço pessoas q passaram as férias sem mala. Não esqueço os medicamentos essenciais para o pequeno e para os grandes tb... Levo sempre uma muda de roupa para cada um na bagagem de mao. Nela tb levo o DVD portátil (conselho da madrinha do Luís, não sei se conheces)e não há menino enquanto dura a bateria.Levo um pacote de bolachas, leite chocolatado e uns boioes de fruta. Qdo o Luis era mais pequeno aquecia o leite debaixo da torneira de agua quente do hotel(dica da madrinha tb). Não me posso queixar, ele sempre comeu bem por isso não estranha nadinha. A primeira vez que viajou rejeitou a sopa do mesmo hotel que vocês estiveram, mas adorava a comida...